Dedetização de Insetos Rasteiros

Desentupidora e Dedetizadora

Controle de Praga Protec Pragas de São Paulo é especialista em Serviço de Controle de Pragas Urbanas. Hoje mantém Técnico especializado em Serviço de controle de pragas em São Paulo e na Grande São Paulo. Contamos com variados equipamentos para solucionar os diversos casos de infestação de pragas.

Dedetização de Insetos Rasteiros

Possuimos Tecnicas para cada tipo de insetos rasteiros e voadores.

Pragas urbanas Dedetização de Insetos Rasteiros  são espécies de insetos ou animais que infestam os campos e cidades provocando danos à nossa saúde. E podem picar, morder, danificar alimentos e objetos e ainda transmitir doenças ao homem.

Barata doméstica (Periplaneta americana) - uma praga urbana

Elas geralmente se procriam no inverno e se espalham no verão, época em que as baratas, ratos, mosquitos,moscas, cupins, pombos, formigas e outros são mais vistos.

As pragas migram para as zonas urbanas buscando alimentação e abrigo, o que é proporcionado pelo próprio homem, quando esses mantêm ambientes sujos e quando depositame lixo m locais inadequados. Dentre as principais espécies encontradas em áreas urbanas destaca-se as baratas, os pombos e as formigas.

São necessárias algumas ações para a prevenção do deslocamento de pragas para as áreas urbanas, como: não amontoar lixo ou materiais em desuso, manter alimentos em locais fechados, vistoriar depósitos e locais onde alimentos são armazenados periodicamente, mantendo o local sempre limpo. Ao detectar a presença de qualquer espécie é importante acionar uma equipe especializada em controlar pragas e vetores para que o local seja inspecionado e, após a inspeção, seja realizada a erradicação de tais espécies.

 

 

Controle de Pragas Protec Pragas - Empresa Controle de Pragas em São Paulo: Serviço de Controle de Pragas de São Paulo.

Os serviços de Controle de Pragas Protec Pragas em São Paulo resolvem problemas contra todos os tipos de Pragas Urbanas como: Insetos Rasteiros e Voadores e outros como: Rato, Cupim, Barata, Formiga, Pulga, Traça, Morcego e Pombos em Porto Alegre, Grande Porto Alegre e Região.

 

Contamos com os profissionais mais experientes do mercado e assim atingimos a posição de Empresa de Controle de Pragas Dedetização de Insetos Rasteiroséria e reconhecida no mercado. Oferecemos atendimento 24 horas para os nossos serviços em São Paulo, Grande São Paulo e Região.

Dedetizadora e Desentupidora Protec em São Paulo e especialista em Desentupimento, Dedetização, Limpa fossa, Hidrojateamento, Desratização, Descupinização, Desinsetização, Expurgo de Pombos, Expurgo de Morcegos, Caça Vazamento, Limpeza de Caixa de água, Serviço de Hidráulica .

Conheça os nossos Serviços em São Paulo:

Controle de Praga em São Paulo Protec: Serviços de Controle e Dedetização contra todas as Pragas Urbanas. Conheça uma das melhores Empresas de Controle de Pragas Urbanas em São Paulo.

 

Contato: (11) 2815- 0234

 

Controle de Praga Protec Pragas: Serviço de Dedetização

Controle de Pragas Protec Pragas em São- Atendimento Imediato, Visita Grátis, Pagamento Facilitado em São Paulo, Grande São Paulo e Região.

Serviços de Controle de Pragas Urbanas

Controle de Praga em São PauloProtec - O controle químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança. A introdução desse serviço só deve ser feita se houver garantias de evitar reinfestações posteriores.

Dois fatores são fundamentais: Limpeza dos Ambientes e Proteção Física.

Esses dois trabalhos programa e contribui significativamente para a redução de infestações:

• O processo de expurgo é feito com a utilização de gases fumegantes que penetram nas frestas, matando os insetos dentro ou fora dos esconderijos. Diversos fatores definem a eficiência do tratamento: temperatura, umidade, impurezas, qualidade dos grãos, etc..

• Outro método de controle de praga inclui a nebulização, pulverização e o polvilhamento com inseticidas.

Inspeção Inicial do Serviço:

Serviço de Controle de Pragas em São Paulo - Inicialmente para um controle de praga eficaz, se faz uma inspeção minuciosa de todas as dependências do imóvel e avaliação dos níveis de infestação com posterior mapeamento das instalações, dando-se a elas níveis de criticidade.

Identificação de Pragas:

Serviço de Controle de Pragas de São Paulo - Caracterização das pragas que infestam os setores. Esta etapa do processo de Controle de Pragas implica inicialmente no conhecimento básico da morfologia dos roedores, insetos rasteiros e voadores, pragas típicas da região etc. Esse perfil de ocorrências é registrado em formulário desenvolvido para cada instalação, reunindo dados de observação de focos e resultados das inspeções.

Sistema de Monitoramento de Pragas:

Empresa de Controle de Praga em São Paulo - Implantação de um sistema efetivo de monitoramento no Controle de Pragas, onde os registros técnicos são devidamente documentados. São os históricos de cada instalação que irão determinar parâmetros de coordenação e ajuste do Controle Integrado. Através dele são definidas as melhores ações preventivas, os detalhes das inspeções de controle e as técnicas de tratamento, equipamentos e produtos mais eficazes para o conjunto de ocorrências.

Empresa de Controle de Praga de São Paulo - Estações de monitoramento no Controle de Pragas são instaladas em pontos estratégicos das instalações. Estas estações são mapeadas e examinadas periodicamente, e servem de indicadores de presença de pragas e, consequentemente, vulnerabilidade do sistema de proteção aos pontos críticos. Estas estações são armadilhas adesivas contendo atrativos alimentar ou sexual.

Controle Químico de Controle de Praga:

Controle de Praga em Porto São Paulo - O controle químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança. Além disso, usam equipamentos de proteção individual EPI’s, tempo de permanência do princípio ativo nas áreas, periodicidade mais adequada, uso adequado de produtos legalmente indicados e sua toxicologia, descartem de embalagens etc. O Controle Químico está presente para complementar as orientações de limpeza e higiene.

Controle de Praga de São Paulo - Os insetos são atraídos a determinados locais pela presença de resíduos ou odores. Despensas e áreas de preparo de alimento, lixeiras e depósitos de materiais são os principais focos de concentração de insetos. Muitas espécies habitam locais úmidos. Água parada em ralos entupidos, garrafas, vasos, pneus, empoçamentos em áreas externas, calhas, etc. podem atrair insetos, dentre eles o aedes aegypti que transmite a dengue e a febre amarela.

Metodologia de Controle de Pragas Protec:

Serviço de Controle de Praga de São Paulo - Processo de utilização de formulações de inseticidas com alto poder de choque e efeito desalojante, priorizando a utilização de produtos com baixo odor, baixa toxidade e degradáveis ao meio ambiente.

Atuação do Controle de Praga em São Paulo SP:

• Controle de Praga São Paulo Zona sul
• Controle de Praga SP Zona norte
• Controle de Praga 
São Paulo Zona leste
• Controle de Praga São Paulo Zona oeste
• Dedetizadora de Pragas São Paulo Zona sul
• Dedetizadora de Pragas São Paulo Zona leste
• Dedetizadora de Pragas São Paulo Zona oeste
• Dedetizadora de Pragas São Paulo Zona norte
• Dedetização de Pragas São Paulo Zona sul
• Dedetização de Pragas São Paulo Zona leste
• Dedetização de Pragas São Paulo Zona norte
• Dedetização de São Paulo Zona oeste

Não hesite em nos contratar faremos o Serviço de Controle de Praga com segurança para você e para o meio ambiente. Trabalhamos com Serviço de Controle de Praga urbana em residências, comércio e em indústria em geral.

Entre em contato conosco, imediatamente encaminharemos a equipe especialista em Controle de Pragas em São Paulo e na Grande São Paulo.

Controle de Pragas Protec - Empresa Controle de Pragas de São Paulo: Serviço de Controle de Pragas em São paulo.

 

Contato: (11) 2815- 0234

 

• Dedetizar barata
• Dedetizar cupim
• Dedetizar cupim de madeira
• Dedetizar cupim de solo
• Dedetizar cupim subterrâneo
• Dedetizar cupim em móveis
• Dedetizar pulga
• Dedetizar formiga
• Dedetizar inseto rasteiro
• Dedetizar rato
• Dedetizar camundongo
• Dedetizar ratazana
• Dedetizar roedores
• Dedetizar pragas urbanas
• Dedetizar inseto
• Dedetizar pulga
• Dedetizar insetos voadores
• Dedetizar traça
• Dedetizar escorpião

• Manejar cupim de madeira
• Manejar cupim de solo
• Manejar cupim subterrâneo
• Manejar cupim em móveis
• Manejar pulga
• Manejar formiga
• Manejar inseto rasteiro
• Manejar rato
• Manejar camundongo
• Manejar ratazana
• Manejar roedores
• Manejar pragas urbanas
• Manejar inseto
• Manejar pulga
• Manejar insetos voadores
• Manejar traça
• Manejar escorpião
• Manejar aranha
• Manejar carrapato

Inicialmente, com a descoberta de produtos químicos tóxicos no século passado, o controle de roedores passou a ser efetuado com raticidas preparados à base de arsênico, estriquinina e outros poderosos venenos. Sua eficiência foi relativa, pois traziam perigos graves à saúde humana e animal, já que também são tóxicos para outras espécies.

Um salto qualitativo foi dado com a descoberta dos anticoagulantes específicos, capazes de matar por hemorragia interna após certo período de ingestão. O desenvolvimento de novos produtos levou aos raticidas de ação crônica ou dose única, de ação mais rápida do que os anteriores, de dose múltipla. Os mais perigosos, de ação aguda, por não disporem de antídotos, são proibidos.

O controle de praga químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança.

A introdução desse serviço só deve ser feita se houver garantias de evitar reinfestações posteriores.

Dois fatores são fundamentais: Limpeza dos Ambientes e Proteção Física.

Esses dois trabalhos implementados sim, é que contribuem significativamente para a redução de infestações. A preservação de grãos contra o ataque de insetos, por sua vez, utiliza medidas que visam alcançar o controle em todas as suas fases de crescimento.

O processo de expurgo é feito com a utilização de gases fumigantes que penetram na massa de grãos, matando os insetos dentro ou fora das sementes. Diversas variáveis definem a eficiência do tratamento: temperatura, umidade, impurezas, qualidade dos grãos, etc.

São empregados o Brometo de Metila ou a Fosfina, ambos tóxicos e que requerem manuseio apenas por pessoas aptas, dispondo dos recursos técnicos necessários para completa segurança. O Brometo já é proibido em vários países.

Outro método de controle de praga inclui a nebulização, pulverização e o polvilhamento com inseticidas, mas o risco de efeitos residuais é presente, podendo levar a grãos desinfestados, mas contaminados.

 

» Controle de Pragas - Etapas

 

 

Inspeção Inicial:
Inicialmente para um controle de praga eficaz, se faz uma inspeção minuciosa de todas as dependências do imóvel e avaliação dos níveis de infestação com posterior mapeamento das instalações, dando-se a elas níveis de criticidade.

Identificação de Pragas:
Caracterização das pragas que infestam os setores. Esta etapa do processo de Controle de Pragas implica inicialmente no conhecimento básico da morfologia dos roedores, insetos rasteiros e voadores, pragas típicas da região etc. Esse perfil de ocorrências é registrado em formulário desenvolvido para cada instalação, reunindo dados de observação de focos e resultados das inspeções.

Sistema de Monitoramento:
Implantação de um sistema efetivo de monitoramento no Controle de Pragas, onde os registros técnicos são devidamente documentados. São os históricos de cada instalação que irão determinar parâmetros de coordenação e ajuste do Controle Integrado. Através dele são definidas as melhores ações preventivas, os detalhes das inspeções de controle e as técnicas de tratamento, equipamentos e produtos mais eficazes para o conjunto de ocorrências.

Estações de monitoramento no Controle de Pragas são instaladas em pontos estratégicos das instalações. Estas estações são mapeadas e examinadas periodicamente, e servem de indicadores de presença de pragas e, conseqüentemente, vulnerabilidade do sistema de proteção aos pontos críticos. Estas estações são armadilhas adesivas contendo atrativos alimentar ou sexual.

Controle Químico:
O controle químico requer muita atenção, pois envolve manipulação de princípios ativos que exigem conhecimentos técnicos e cuidados de segurança. Além disso, prevê equipamentos de proteção individual EPI’s, tempo de permanência do princípio ativo nas áreas, periodicidade mais adequada, uso adequado de produtos legalmente indicados e sua toxicologia, descarte de embalagens etc. O Controle Químico está presente para complementar as orientações de limpeza e higiene.

Os insetos são atraídos a determinados locais pela presença de resíduos ou odores. Despensas e áreas de preparo de alimento, lixeiras e depósitos de materiais são os principais focos de concentração de insetos. Muitas espécies habitam locais úmidos. Água parada em ralos entupidos, garrafas, vasos, pneus, empoçamentos em áreas externas, calhas, etc podem atrair insetos, dentre eles o aedes aegypti que transmite a dengue e a febre amarela.

Metodologia de Controle de Pragas:
Processo de utilização de formulações de inseticidas com alto poder de choque e efeito desalojante, priorizando a utilização de produtos com baixo odor, baixa toxidade e degradáveis ao meio ambiente.

 

» Técnicas de Controle de Pragas - Insetos Rasteiros

 

 

Tratamento de Superfície:
O Controle de Pragas para superficie é através da aplicação de calda inseticida de maneira uniforme sobre as superfícies, rodapés, na junção entre as paredes e o piso, através de pulverizadores manuais, de forma que os insetos que os percorram sejam contaminados pelos microscópicos cristais dos inseticidas aplicados.

Pulverização pelo processo de cobertura das áreas.

 

Controle de Insetos rasteiros. Tipos de Insetos: Pulgas, baratas, ácaros, aranhas, escorpiões e traças.

 

Tratamento Localizado:
O Controle de Pragas para tratamento localizado é através de aplicação de calda inseticida diretamente nos esconderijos e abrigos dos insetos, localizados nas pequenas frestas, reentrâncias, rachaduras, gretas e ninchos existentes nas superfícies e junções, através de pulverizadores manuais, visando principalmente o extermínio das baratas germânicas, aranhas e escorpiões.

Pulverização técnica direcionada aos focos.

 

Controle de Insetos rasteiros. Tipos de Insetos: Formigas, cupins de madeira,    besouros, baratas, larvas de mosquitos e brocas.

 

Tratamento do Perímetro:
O Controle de Pragas para tratamento do Perímetro é através de uma aplicação de barreira química protetora em torno das instalações tratadas. A aplicação dessa espécie de anel protetor impedirá o acesso de novos insetos rasteiros ao interior da área alvo, evitando-se assim novas manifestações.

Pulverização pelo processo perimetral.

 

Controle de Insetos rasteiros. Tipos de Insetos: Baratas, traças e formigas caseiras.

 

Processo de polvilhamento técnico direcionado nas áreas de focos (Inseticida Pó seco):
Controle de Insetos subterrâneos e rasteiros. Tipos de Insetos: Formigas, cupins de solo, brocas e baratas.

 

Processo de injeção direcionada nas áreas de focos:
Controle de Insetos rasteiros. Tipos de Insetos: Cupins de madeira e brocas.

 

Processo de Barreira Química

Abertura de valas internas e externas 100 mm largura x 200 mm profundidade. 
Controle de Insetos subterrâneos. Tipo de Inseto: Cupim de solo.

 

Fumigação ou Expurgo:
É o processo do uso de pastilhas de gás em câmaras ou colônias de insetos. 
Tipo de Insetos: cupins de solo e formigas.

 

Processo de aplicação do GEL contra insetos rasteiros (PG). 

 

 

» Técnicas de Controle de Pragas - Baratas

 

 

No Controle de Pragas para baratas, o tratamento se faz através de aplicações de gel. Aplicação de pequenas quantidades (0,03g) na forma de gotas com auxílio de pistola dosador, aparelho exclusivo de alta precisão. Essas gotas de gel atraem baratas em uma distância de até um metro do ponto de aplicação e a contaminação de outras baratas se dá pelo canibalismo de carcaças ou pela ingestão de fezes de baratas contaminadas, o que gera a morte em cadeia. Essas gotas são aplicadas nas áreas onde as baratas se abrigam e se agregam, ou seja, frestas, cavidades, cantos ou por onde elas se movimentam.
O gel pode também ser aplicado em utensílios domésticos e equipamentos elétricos (computadores, caixas registradoras, painéis elétricos etc.) que são abrigos preferidos das baratas. A aplicação com gel pode ser feita no horário normal evitando os inconvenientes da aplicação líquida: paralisação das atividades, necessidade do pré preparo da área e odor incômodo. O gel é a solução mais eficiente para o controle profissional de baratas: barata alemã (Blattela Germânica) e barata americana (Periplaneta Americana), pois promove um rápido controle noturno e reduz imediatamente a população destes insetos.

 

Aplicação de Gel direcionada aos focos

 

Controle de Insetos rasteiros. Tipos de Insetos: Formigas, cupins de madeira, besouros, baratas, larvas de mosquitos e brocas.

Técnicas de Controle de Pragas - Insetos Voadores e Traças

 

Tratamento espacial:

o Controle de Pragas para insetos voadores e traças é feito através do “tratamento espacial”. Saturação do ambiente com microgotículas de calda inseticida, as quais serão levadas a todas as partes do recinto assim tratado, pelas próprias correntes de ar ali existentes. Devido às pequenas dimensões dessas gotículas, elas ficam por longo período de tempo em suspensão no ar ambiente e são capazes de penetrar em todos os espaços da área, incluindo os esconderijos dos insetos. Essa técnica utiliza atomizadores elétricos que produzem uma finíssima névoa e os termonebulizadores que produzem uma neblina densa.

Atomização pelo processo de cobertura ( áreas internas )

 

Controle de Insetos rasteiros e aéreos. Tipos de Insetos: Moscas, mosquitos, pulgas, baratas e ácaros.

 

Termonebulização pelo processo de cobertura (áreas externas) - FOG

 

Controle de Insetos aéreos e rasteiros. Tipos de Insetos: Baratas, moscas, mosquitos, besouros, vespas, aranhas e traças.

 

Como evitar a presença de insetos?

Assegurar o bom fechamento das portas de comunicação externa.

Manter um distanciamento entre a vegetação e a face externa das instalações, que possibilite a limpeza e manutenção adequada destas.

As calhas dos telhados devem ser mantidas em bom estado de conservação, livres de resíduos e retenções de água.

As latas de lixo devem estar bem tampadas e distantes da construção.

Verificar calhas de estrutura e acabamento que possam permitir a entrada de insetos, e providenciar os reparos necessários.

Manter as garagens e depósitos limpos e livres de jornais velhos.

Lavar as garrafas de bebidas e vasilhames reutilizáveis antes de armazená-los.

Adotar limpeza freqüente dos interiores, principalmente do mobiliário, nos locais propícios ao acúmulo de poeira e outros resíduos.

Vedar as molduras de janelas e batentes das portas, visando a diminuição dos pontos de entrada de insetos; providenciar a instalação de telas de malha fina nas janelas, bem como sua manutenção, além dos reparos necessários em todos os seus componentes.

Manter as chaminés de lareiras, fornos e outros condutores de aquecimento fechados quando não utilizados.

Inspecionar plantas ornamentais quanto à presença de pragas antes de sua introdução nas instalações internas.

 Técnicas de Controle de Pragas - Ratos

Os ratos são encontrados no mundo inteiro vivendo sempre em associação com o homem, originários da Ásia. Acompanharam os homens no desenvolvimento de suas culturas até atingirem todos os continentes. Transportados por navios à partir da Índia e do Golfo Pérsico, para o Mar Vermelho, África e Mediterrâneo.

Na época das Cruzadas (século XIII e XIV) já eram combatidos com o uso de arsênico. O primeiro roedor a aparecer foi o rato de telhado (rattusrattus) e na América do Sul seu aparecimento foi no Perú no ano de 1544.

A ratazana (ratusnovergicos) tem a sua origem, seguindo os mesmos caminhos, e chegando à Europa no começo do século XVIII e posteriormente à América. Adaptou-se em ambientes subterrâneos formando túneis (tocas) com grandes profundidades.

Os camundongos (mus musculus) tiveram origem na Rússia e Irã e daí disseminaram-se pelo mundo através das rotas das caravanas desde do século IX.

Os roedores são os piores inimigos do homem; causam-lhes prejuízos econômicos, transmitem doenças e são encarados como pestes caseiras.

Após a Segunda Grande Guerra Mundial foram desenvolvidas diversas técnicas e procedimentos para a eliminação dos roedores, com programas que abrangiam todas as áreas relacionadas às infestações.

Metodologias

Classificação dos Raticidas

Literaturas dos Roedores

Doenças Transmitidas pelos Roedores

Prejuízos Econômicos

 

 

Técnicas utilizadas:

 Controle integrado de combate aos roedores através de comedouros ou cochos, com iscas associadas a essências aromáticas.

 Controle integrado de combate aos roedores através de portas iscas, com isca tipo bloco parafinado associada a essências aromáticas.

 Controle integrado de combate a roedores através do pó de contato:

São placas de poliétileno contendo o pó de contato associado ao princípio ativo do raticida, colocadas em áreas de alimentação. Exemplo: Empresa de manufatura de alimentos, cozinhas industriais e demais áreas de riscos.

 

Doenças mais comuns transmitidas ao homem pelos ratos:

O rato transmite uma série de doenças, algumas delas fatais. As doenças são transmitidas pelas fezes, urina, pulgas e mordedura do rato.

 

Algumas Doenças Transmitidas por Ratos

Doença

Outros Nomes

Transmissão

Agente da Doença

  Tifo Murino

 Febre Murina

  Picada da pulga do rato

  RickettsiaTyphi

  Salmonelose

 

  Ingestão de alimentos
  contaminados

  Bactérias Salmoneas

  Triquinose

 

  Ingestão de carne infectada
  com larvas de Triquinina

  TrinchinellaSpirallis

  Leptospirose

 Doença de Weil

Ingestão de alimentos ou água infectada pelo excremento de ratos infectados ou ainda por meio de banhos em águas contaminadas

 

  LeptospiraSpp
  (a espécie) 

  Febre de Mordida
  do Rato

 

  Mordida do rato

  Spirillumminus

  Peste Bubônica

 

  Picada da pulga do rato

  Yersínia Pestis

 

 

Prejuízo Econômico:

Os roedores são responsáveis por grandes perdas de materiais à humanidade . Os ratos roem a fim de desgastar seus dentes incisivos que são de crescimento contínuo, chegando a crescer até 13 centímetros por ano. Roer, portanto, é uma necessidade vital pois se não desgastados, os incisivos em pouco tempo impedem a própria alimentação do animal que morre por inanição. Em congresso realizado em Budapeste chegou-se a conclusão de que 25% dos incêndios são consequências da atividade dos ratos que provocam curto-circuito em fiações por aquecimento de aparelhagem, pois impregnam os mecanismos com uma resina que impede o livre fluxo da corrente.

Tendo em vista o aspecto segurança da aplicação, torna-se indispensável à aplicação das iscas envenenadas dentro de comedouros próprios (caixas de segurança com abertura para entrada de roedores) evitando assim o acesso de animais, crianças, pássaros ou irresponsáveis às iscas envenenadas.